sexta-feira, 30 de maio de 2008

1968: Vale a pena recordar?

É assunto do momento. Muito porem, pelo que tenho visto, ouvido e lido, eu não vejo motivos para tantas recordações. 1968 não foi um ano tão especial não. Eu acho que tudo isso é um surto de recordações da imprensa, nada mais. é claro que aconteceram muitas coisas importantes, mais todo anos acontece. Todos os anos têm o desastre do ano, o crime do ano, a morte do ano, o escândalo de corrupção do ano, e por ai vai. 1968, pelo que concluo, é apenas a continuação de 67 e os dias antecedentes de 69, e nada mais.
Vejam só este artigo de Ivani Lessa:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2008/05/080528_ivanlessa_np.shtml

Não o reproduzi aqui porque não concordo com alguns esculachos dela, como chamar Martin Luther King de demagogo, mais vale a pena ler pra cair na real, e não dá crédito a determinadas coisas que a imprensa inventa. Outro exemplo é comemoração dos cem anos de imigração japonesa, com direito até a dia oficial. Um leigo poderia pensar até que esta imigração se deu em um ano apenas, tipo assim: dia 31 de Maio de 1908 os japoneses chegaram ao Brasil...
Será que vai ter também a comemoração dos alemães, italianos, croatas, judeus, e tantos outros? Vou reproduzir só a ultima frase da colunista da BBC Brasil:“Aguardem em 2009: 1969.”

Um comentário:

Rafael disse...

Baxei essa revista.

Show de bola.