quarta-feira, 8 de julho de 2009

Vida de Artista


MICHAEL JACKSON: do céu ao inferno
.
É triste a vida da maioria das celebridades. Estão constantemente cercados por traidores, “amigos da onça”, ovelhas negras de suas famílias e seres semelhantes. São poucos os artistas que conseguem lidar com a fama. A maioria segue a saga “do céu ao Inferno”, por assim dizer. É o caso de Michael Jackson sempre havia alguém a sua volta querendo se tirar dele alguma vantagem fútil: o assessor que delatava seus passeios aos Paparazzi, os entrevistadores que manipulavam suas entrevistas, os pais que fizeram o filho denunciar o cantor por Pedofilia, e o seu próprio pai que o violentava são exemplos disto.
O poder gerado pela fama, somado a tristes eventos da infância, fez de Michael Jackson um indivíduo com visíveis distúrbios psicossociais. Apesar de provavelmente não ter sido pedófilo, tinha um relacionamento incomum com crianças, e estava destruindo seus filhos (social e psicologicamente falando) com suas excentricidades. Em se tratando disto, os filhos de Michael Jackson tendem a ser mais esquisitos que ele, visto que até a sua morte não estudavam, não se relacionavam com outras crianças, e vivam com os rostos cobertos. Muito triste...

Um comentário:

brunagarcia disse...

Olá Márcio,
é triste ver algo assim.
E é tão perceptível o quanto TODOS precisamos de Deus!
Somos tão limitados e falhos :/
Tenho dó do MJ.