quarta-feira, 9 de julho de 2008

Testemunho de Recife - Parte 2

Continuanado a postagem de ontem...

Concerto

Pela graça de Deus, entrei no Chevrolet Hall às 19:40, quando o Pr, Márcio Valadão dava alguns avisos. Ainda não tinha começado a gravação. Consegui um bom lugar na pista, do meio pra frente do palco. Tinha muita gente se movimentando, andando não sei pra onde. Isso no começo me incomodou muito. A solução pra o problema foi simplesmente ignorar. Nesse vai e vem das pessoas passou até uma amiga minha, Luana, já conhecida aqui no blog.
As cortinas se abriram com Preciso de Ti, logo após oramos com a Ezenete Rodrigues, e depois em grupos de três. Acredito que isto fez com que muitos que porventura estivessem dispersos, ou como propósito errado, centralizarem o foco na adoração ao Senhor. O Espírito Santo invadiu aquele lugar e se acampou nos corações dos adoradores sinceros e dispostos. Creio que tudo que pedi na minha oração foi concretizado comigo, e com as pessoas por quem orei. A consagração que introduziu o culto se seguiu com a primeira música, Saudades: “Pois onde tu estás a liberdade, Espírito Santo fique a vontade”.
Nas primeiras músicas foi só alegria, só celebração, só júbilo, só adoração em “Desperta”, “Pela Manhã” e “Com Júbilo eu Canto”. Acho que cheguei ao possível em minha expressão corporal. Só não pulei mais por causa do aperto. Neste ponto fico pensando como é bom ter liberdade para adorar. Como é bom se alegrar no Senhor, como intrepidez, intensidade. Adorar não só com os lábios, mais com tudo o que tenho, com tudo o que sou. Meu desejo ali era, e é, conhecer mais ao Senhor, estar mais perto dele, mergulhar em seu rio, ser servo intimo.
“Confio em Teu Amor” foi um dos pontos altos da gravação, com todos os cantores na frente do palco. A letra fortíssima, louvor congregacional. Ai eu aproveito pra dizer que muito provavelmente com este novo CD, O Diante do Trono voltará às igrejas.
A adoração, o mover de Deus continuou impressionante, “incomparável, irresistível”, como dizia a minha música preferida da gravação, “O Teu Amor”, solada por Ana, Helena e Soraya. Naquelas canções, todas com a palavra Amor no título, ora me ajoelhava, ora ficava de pé, chorava de alegria, dava brados de louvor ou orava baixinho, cabeça ora erguida ora curvada. Muitas pessoas ao meu redor choravam. Eu mesmo chorei desde a primeira vês em que escutei “O Teu Amor” e “Pelo Teu Amor”. Está ultima cantei quase toda de joelhos e de olhos fechados, clamando. Foi um dos momentos mais intensos. Depois, foi feito o ato profético com a chave da cidade do Recife. Aproveitei para estender minha oração neste momento á todo o Nordeste, e a Campina Grande, em especial. Logo depois se seguiu um momento de intensa celebração. No palco fizeram o túnel. Na pista, eu fiz uma roda com as pessoas mais próximas. Foi só alegria.
Até a música tema, apesar de tudo, confesso que ainda não tinha absorvido o tema da gravação. O fiz depois do testemunho da Pra. Ana Paula, que antecedeu a música “Porque Te Amo”. Depois disso entendi o porque de “A Canção do Amor”: nós cristãos, muitas vezes não amamos ao Senhor como deveríamos, temos que literalmente ama-lo de toda a nossa alma, de todo o nosso entendimento, de toda a nossa força. Isso exige reflexão pra reconhecermos. Amar a Deus mais que a nossa vidinha, mais que a nós mesmos, mais que nosso time de futebol, falar mais de Deus que de política, que de universidade, colocar a obra dele na frente de nossos projetos pessoais, viver para Ele. Eu descobri o quão insuficientemente amava a Deus. Por tudo isso, “Porque Te Amo” foi a música que mais me impactou.
Não vou me alongar mais. Minha experiência nesta gravação daria um livro. Como disse o Jefferson Rodrigo, do site Geração Diante do Trono, cada momento foi muito bem aproveitado. E foi isso, cada momento foi único pra mim.
Só tenho a agradecer a Deus, com todos os louvores de agradecimento que conheço, e o glorificar como todo meu ser. Jesus como tu és maravilhoso, e todas as palavras do mundo não seriam suficientes para expressar minha gratidão por tudo o que tu fizeste na minha vida nesta gravação, e em tudo. Peço ao Senhor que continue abençoando, a Pra. Ana, o Pr. Márcio e a todos que fazem o Diante do Trono. Peço também ao Senhor que em 2009, se for da sua vontade, eu esteja no Congresso Internacional de Louvor e Adoração Diante do Trono. AMEM!


“Ruínas de Jerusalém, de Recife, do Brasil cantai,
Pois o Senhor te remiu”

Um comentário:

julio disse...

Maravilhoso, até imagino como deva ter sido esses dias de gravação.
Não pude ir mas sei que todas as pessoas lá presentes receberam o toque do Senhor Jesus na vida.
Sem contar nas vidas q foram trasnformadas e salvas.