segunda-feira, 6 de abril de 2009

A Esquerda e os Estudantes

A esquerda é universitária! As eleições para o Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Campina Grande revelaram esta afirmativa, que tem uma face boa e uma face ruim. É bom porque demonstra a veia reacionária de parte da comunidade universitária: enquanto muitos são apolíticos, uma parte considerável faz a diferença e milita fortemente no movimento estudantil. A face ruim é que boa parte da extrema esquerda é notoriamente utópica.
Pois bem, as chapas concorrentes tinham em seus quadros integrantes da
UJS – União da Juventude Socialista, e da UJR – União da Juventude Rebelião, esta ultima, de ideologia Leninista-Stalinista. Como sou de uma linha ideológica que se pode chamar de esquerda liberal ou centro-esquerda, a priori vejo com desconfiança, afinal de contas a esquerda é muitas vezes oportunista. A ligação da juventude com movimentos radicais de esquerda pode ser explicada pelas mentes questionadoras dos jovens. No entanto, pra mim nem sempre a esquerda é boa, como nem sempre a direita é ma. Quem é esquerda hoje, pode ser direita amanhã, e vice-versa.
Com essas ressalvas, minha avaliação geral é positiva. Prefiro mil vezes um esquerdista radical a um conformado despolitizado. Consciência política é muito importante.
Ademais, vida o Movimento Estudantil!

2 comentários:

Aura Sacra Fames disse...

Pena que o movimento estudantil hoje perdeu muito de sua essência, ou talvez nunca tenha existido no Brasil o movimento estudantil na sua plenitude, já que aqueles que pegaram em armas contra a ditadura não estavam interessados em fazer a revolução realmente, e os que se colocam hoje esqueceram-se que de nada vale o movimento estudantil ficar refém da universidade, pena que quando ele sai mudanças não são alcançadas, mas é errando que se aprende.

Abraços
aurasacrafames.blogspot.com
Para todos aqueles que desejam ver a sociedade diferente!

Maria disse...

Bem, vou ter que descordar da pessoa que comentou a cima.
Acho sim que os militantes da epoca da ditadura militar queriam fazer revolução, mas antes eles tinham um dever: Voltar a democracia, mesmo que burguesa. Não havia como lutar pelo socialismo naquela época, a repressão era muuuito forte. E falar isso é o mesmo que cuspi no nome de todos aqueles que morreram, sofreram torturas, etc.
Bem, achei bacana o texto, mas tenho mais a falar. O que você escreveu me lembra um filme que vi ontem: Zuzu Angel. E tem uma frase que ela fala no final para o filho assassinado:"Você se preocupou em mudar o mundo, eu me preocupei em mudar minha vida". Pra você compreender o Marxismo\Leninismo(Stalinismo nem existe, pq Stálin não criou teoria nenhuma) tem que conseguir enchergar algumas coisa, e conhecer melhor a teoria, aí você compreende. Mas como você disse: "antes um esquerdista radical a um conformado despolitizado"(Deve está se refirindo à UJS.Bem, adoro umas discusões assim, se quiser continuar, me procura. bjos